Eleições AML: nova diretoria, sob presidência de Beatriz Tamura, recebe 98% dos votos válidos

Em eleições realizadas na segunda-feira de 31 de agosto associados elegeram nova Diretoria, Conselho Fiscal e Comissão de Ética para gestão 2020-2023 da AML

A presidente reeleita Beatriz Tamura entre seus dois vice-presidentes para a gestão 2020-2023: José Antonio Rocco ( 2º vice) e Lúcio Flávio Amaral (1º vice)

Em pleito único, e realizado de forma presencial e online para os associados residentes fora de Londrina, eleições para a direção da Associação Médica de Londrina nos próximos três anos – a partir de 18 de outubro de 2020 – reelegeu a chapa AML Ativa e Conectada, com a médica Beatriz Emi Tamura na presidência da entidade. Na composição da nova diretoria participam os médicos Lúcio Flávio Amaral e José Antonio Rocco, como 1º e 2º vice-presidentes respectivamente; as doutoras Ana Tereza Ramiro Muzio e Ana Paula Couto Bueno, como secretário-geral e 1º secretário; e como tesoureiros, os médicos Mario Machado Júnio (1º ) e Ligia Marcia Mario Martin (2º ).

 

 

Como conselheiros fiscais foram eleitos os médicos Elaine Regina F. Sampaio, Frederico de Carvalho Fraga e Terezinha Takako Mori, como efetivos; e, Rosana Emiko Heshiki e Renato Mikio Moriya como suplentes. Com significativo incremento em sua composição, a Comissão Científica ficou com um grupo formado por nove médicos (6 efetivos e 3 suplentes) de diferentes especialidades e áreas de atuação. Com condições, portanto, de promover uma maior integração nos Departamentos de Especialidades e multidisciplinar os eventos científicos organizados pela AML. O aumento no número de médicos com maior atuação junto à próxima diretoria também ocorreu na Comissão Cultural/Social, composta agora por quatro membros efetivos e três suplentes.

*Veja composição completa da nova Diretoria AML – Gestão 2020-2023, incluindo as respectivas comissões no quadro ao lado.

Com o processo todo acompanhado pelo associado Dr. Baltazar Amadeo Gongora, presidente da Comissão Eleitoral AML, as eleições transcorrerão sem nenhum intercurso votaram presencialmente ao longo do dia 31 de agosto (das 8hs às 18hs), na sede da AML, 76 associados aptos ao voto. Outros oito médicos associados residentes fora de Londrina votaram eletronicamente, com cédulas enviadas por e-mail e, do mesmo modo, validadas na apuração pela Comissão Eleitoral, que foi iniciada às 18hs e terminada uma hora depois. Do total de 84 votantes, a chapa candidata recebeu 82 votos; dois votos foram apresentados em branco.

Em nota enviada a todos os associados na tarde da terça-feira 1º de setembro, a presidente reeleita e os dois vice-presidentes eleitos  para a próxima gestão da AML agradeceram aos colegas que participaram do processo eleitoral exercendo seu poder de voto: “Agradecemos a confiança depositada a todos, e a cada um de nós da chapa AML Ativa e Conectada. Igualmente, reforçamos que a Associação continua de portas abertas a médicos e acadêmicos que queiram participar e contribuir para a constante melhoria e evolução da nossa instituição. Uma entidade relevante para a classe médica e também de representatividade na sociedade, como historicamente sempre foi.”

Comissão de Ética AML 2020-2023 – Com um total de 468 votantes  – já que cada eleitor poderia escolher até oito nomes – a nova Comissão de Ética da Associação Médica de Londrina, que é formada por cinco membros efetivos e três suplentes –, foi eleita no mesmo pleito e dia (31/08) e ficou assim composta para a próxima gestão:
Efetivos:
Dr. Jesus Roberto Ceribelli, com 64 votos, Dr. Antonio Nechar Jr (60), Dr. Edgard Luiz Westphalen (53), Dra. Adriana Martin Swenson (52) e Dr. Nicola Mortati Neto (49).
Suplentes: Dr. José Luis de O. Camargo, com 44 votos, Dr. Wanderley Zanotto L. Santos (42) e Dra. Elaine de Santi (34).
Os demais candidatos inscritos e não eleitos, receberam a seguinte votação neste pleito: Dr. Osmar V. Sampaio (25), Dr. Luciano da F. Pinto (24) e Francisco Carlos de O. Lopes (22).

AMP e AMB também elegem seus gestores – Com 698 votos, os integrantes da chapa Médico Profissional de Valor, encabeçada pelo Dr. Nerlan Carvalho, foram eleitos para conduzir a Associação Médica do Paraná no triênio 2020/2023. Foram contabilizados 734 votos, dos quais 17 em branco e 19 nulos. A votação para as novas diretorias da AMP e da Associação Médica Brasileira também foram realizadas em 31 de agosto. Para a AMB, sagrou-se vencedora a chapa Nova AMB, liderada pelo Dr. César Eduardo Fernandes, com 6.100 votos. A chapa Juntos Podemos Mais, que tinha como candidato à presidência o Dr. Diogo Leite Sampaio, obteve 3.989 votos.  No total, foram 11.418 votos, sendo 770 nulos e 559 em branco.

No mesmo pleito foram eleitos, ainda, os delegados do Paraná junto à AMB, com 690 votos dos 734 totais no estado. Os resultados da eleição nacional e do Paraná foram anunciados na mesma noite pelas respectivas Comissões Eleitorais. A votação teve início no dia 21 de agosto e foi majoritariamente eletrônica no estado, formato adotado em função da pandemia da Covid-19. Apenas no dia 31, os associados da AMP puderam votar presencialmente, na sede da entidade, em Curitiba.

 

*Post/Arquivo – 28 de agosto de 2020 – Assessoria AML

ELEIÇÕES AML: 31 DE AGOSTO

Votação de 31 de agosto será presencial, mas para garantir a segurança individual dos associados na hora do voto, a Comissão Eleitoral adotou o sistema drive thru, com a urna de votação no estacionamento da sede administrativa da AML, das 8hs às 18 horas. Funcionários com EPIs e com todo o material (cédulas, canetas e prancheta de apoio) devidamente higienizados, asseguram o cumprimento das medidas sanitárias vigentes neste período de pandemia.

Candidata única, a chapa AML Ativa e Conectada presidida pela médica Beatriz Emi Tamura concorre à reeleição, no processo eleitoral para a Gestão 2020-2023 da Associação Médica de Londrina, que será realizado no próximo dia 31 de agosto, na sede administrativa da entidade. Na composição da diretoria executiva da chapa estão como candidatos a 1º e 2º vice-presidentes, os médicos Lúcio Flávio Amaral e José Antonio Rocco, respectivamente.  Como secretário-geral e 1º secretário, são candidatas as doutoras Ana Tereza Ramiro Muzio e Ana Paula Couto Bueno, e como tesoureiros, os médicos Mario Machado Júnio (1º ) e Ligia Marcia Mario Martin (2º ).

Participam da chapa como conselheiros fiscais os seguintes médicos associados: Elaine Regina F. Sampaio, Frederico de Carvalho Fraga e Terezinha Takako Mori, como efetivos; e, Rosana Emiko Heshiki e Renato Mikio Moriya como suplentes.
Ao lado, a composição completa da chapa concorrente, com as comissões científica e a cultural/social.

Têm direito a voto todos os médicos associados efetivos (incluindo os remidos), e em dia com suas contribuições associativas até a data do pleito. Como a Comissão Acadêmica da AML foi criada em julho de 2018, e portanto, ainda não incluída no regimento eleitoral que segue o estatuto da entidade que data de 2005, os sócios acadêmicos não têm, nesta eleição, direito ao voto.

 

COMISSÃO DE ÉTICA – No mesmo dia (31/8) e horário da escolha de nova diretoria da AML, associados escolhem também os oito membros que formarão a Comissão de Ética AML para período 2020-2023.  Participam como candidatos 11 médicos associados (veja listagem ao lado) para o pleito que elegerá oito deles – 5 efetivos e 3 suplentes.

Assim como todo o processo de votação, a apuração dos votos das Eleições AML 2020-2023 será conduzida pela Comissão Eleitoral da entidade, e terá início logo após o fechamento da urna, às 18 horas.

Share on whatsapp
Compartilhe