A verdadeira valorização da atividade médica

*Artigo do médico pediatra Luiz Ernesto Pujol, conselheiro e secretário-geral do CRM-PR.

“Os novos meios e modos de comunicação provocaram enormes modificações em todas as sociedades. Mudaram os códigos e etiquetas nos relacionamentos interpessoais e, nesta toada, a Medicina também foi afetada por essas alterações.

Se antes as pessoas valorizavam a discrição e a modéstia, o comportamento íntegro e de respeitabilidade aos outros, hoje a vaidade e a exposição pública permanente são práticas incentivadas. São expostos fotos e vídeos de pratos, bebidas, sobremesas, posses materiais e viagens pelo mundo afora, para citarmos apenas algumas das verdadeiras “propagandas” pessoais, à procura de passageira notoriedade social ou profissional.

Manifestações críticas a outros colegas, edição de fotos de pacientes identificados ou não e que foram submetidos a procedimentos, assim como comentários técnicos que não possuem nenhuma conotação educativa à população, repetidamente são publicados nos vários meios eletrônicos de forma acintosa à boa prática médica.

Os médicos, antes reconhecidos por suas habilidades profissionais, humanísticas e de trato cordial e respeitoso com seus pacientes, hoje acreditam que as “curtidas” nas redes sociais são o parâmetro de reconhecimento. O médico que verdadeiramente tem qualidade não necessita dessa forma de exibição. Basta-lhe a aclamação sincera e grata de seus pacientes pelo seu desempenho, único e exclusivo, na arte de bem cuidar.”

Fonte: Reproduzido do Portal CRM-PR
**As opiniões emitidas nos artigos desta seção são de inteira responsabilidade de seus autores e não expressam, necessariamente, o entendimento do CRM-PR e da Associação Médica de Londrina – AML.

Share on whatsapp
Compartilhe