EPIDEMIA DE DENGUE

Em 4 de junho último, o Paraná atingiu a incidência acumulada de 104,73 casos por 100 mil habitantes o que significa, segundo o Ministério da Saúde, estado de alerta de epidemia de dengue para todo o Estado. Na data, eram 17 mortes, 2.055 casos confirmados, 60 municípios em situação de epidemia e 44 em estado de alerta. O boletim epidemiológico emitido (4/06) pela SESA contabiliza os dados a partir da primeira semana de agosto de 2018 até a primeira semana de junho de 2019. E MS considera o alerta a partir de 100 casos para 100 mil habitantes.

A secretaria de Estado segue com várias frentes de combate contra dengue, promovendo ações preventivas por meio do Setor de Doenças Transmitidas por Vetores, como a capacitação de profissionais para o diagnóstico e manejo clínico da doença. A Secretaria de Estado também dá apoio às ações de combate desenvolvidas pelas prefeituras. “Para a população, nossa orientação é para a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti que se formam em locais e recipientes que acumulam lixo e água parada. Precisamos acabar com os focos que, na maioria das vezes, estão nos quintais e terrenos baldios. Só assim vamos reduzir o registro de casos e óbitos por dengue”, explica a médica veterinária Ivana Belmonte, da Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde.

Boletim – O boletim semanal (4 a 9/06) registra 12.055 casos confirmados de dengue no Paraná. Na semana anterior foram 9.976 casos. Do total de municípios do Estado, 60 estão em situação de epidemia e 44 estão em estado de alerta. Sete cidades registraram casos autóctones (adquiridos na cidade de residência) pela primeira vez no período: Boa Vista da Aparecida, Formosa do Oeste, Indianópolis, Ângulo, Nossa Senhora das Graças, Santa Inês e Jardim Alegre.

Fonte: Com informações do Portal SESA-PR, em 4 junho 2019

Share on whatsapp
Compartilhe