Os dados de sua clínica, consultório e de seus pacientes estão mesmo protegidos?

A Associação Médica de Londrina oferece gratuitamente aos associados um pré-diagnóstico para avaliar o nível de adequação em relação à Lei Geral de Proteção de Dados, em vigor desde setembro último. O benefício, executado opr meio de parceria com empresa de consultoria Litz Estratégia e Marketing, é oferecido a consultórios, clínicas, laboratórios, hospitais e empresas de saúde de propriedade ou que tenham médicos associados AML em sua constituição jurídica. O objetivo é o de realizar um pré-diagnóstico para a implantação e/ou adequação à Lei Geral de Proteção de Dados – CGPD.
Aprovada ainda em 2018, a lei que especifica normas e defini limites e condições para a coleta, guarda e tratamento de informações pessoais – neste caso, de pacientes – entrou em vigor em 18 de setembro do ano passado, e a partir de setembro de 2021, passará a aplicar advertências e multas ao enorme rol de atividades comerciais, industriais e das realizadas por prestadores de serviços no país, objetos da referida lei.

COMO PARTICIPAR?

Para facilitar o acesso ao benefício oferecido aos médicos e empresas ou instituições associadas à AML, a Litz criou um framework para o diagnóstico em Compliance Digital, ferramenta que pode ser acessada com a leitura do QR Code (imagem) ou direto NESTE LINK.

Respondendo a um breve questionário, e depois de acessar “exibir resultados”, o associado receberá da equipe da Litz orientações do que fazer para controlar/monitorar ou realizar os ajustes necessários aos gaps (lacunas) identificados no diagnóstico preliminar. E, a partir daí, seguir com a adequação em relação às diretrizes estabelecidas pela Lei Geral de Proteção de Dados.

Fonte: Material publicado originalmente no Jornal da AML-Fevereiro 2021

Share on whatsapp
Compartilhe